18 de dez de 2008

Cobertura Festival Marreco 2008 "Paniça Filmes"

.Seminário Ambiental ministrado por Maira Miller e Oficina de Guitarra ministrada por moisés Martins. (15/12)




.Oficina Corpo, contato e improvisação ministrada por Maíra Miller e Mara Porto. (16/12)


. Oficina de Criação e Improvisação em Música ministrada por Dani Magalhães no dia 17/12/08



.Oficinas: Stencill Duotonee, Dicas de Produção Musical e Worckshop Coletivos em desenvolvimento. De 18 a 20 de dezembro de 2008.




.SHOWS dia 21/12

Parte 1


Parte 2

1 de dez de 2008

Programação Festival Marreco 2008




Inscriçoes abertas para as oficinas! É so mandar o seu nome, e o nome da oficina na qual você quer participar para o email: festivalmarreco@yahoo.com.br


Oficinas e debates: Festival Marreco 2008

. Seminário Ambiental: “Consumismo e seus diversos Aspectos e Impactos nos mecanismos sociais contemporâneos”.

Observando o contexto atual, percebe-se que o consumo desempenha um papel central na sociedade. Ele não é entendido apenas como o consumo de valores-de-uso, da utilidade material, mas primordialmente como o consumo de signos. Neste sentido, os ecossistemas naturais da Terra são diretamente afetados pelo consumo humano e pela cultura do consumismo.
O seminário desenvolverá este tema com o uso de vídeos e diálogo que proporcionará um momento de reflexão/ação.

Dia: 15 segunda-feira
Local: Auditório da Unipam
Horário: 18:30h
Duração: 2hs
Vagas: Ilimitadas

Ministrante: MAÍRA MILLER (Campinas)

Obs: Haverá o momento de pausa para o pão de queijo, traga sua caneca.

-------------------------------------------------------------------------------------

. Oficina: "Descobrindo seu instrumento (especial guitarra)".

Oficina voltada para dicas sobre a guitarra.
Abordará temas como: timbragem, afinação, gravação, efeitos, postura profissional, etc.

Público Alvo: Músicos em geral.

Dia: 15 segunda
Local: Auditório da Unipam
Horário: 20:30h
Duração: 2h
Vagas: 20

Ministrante: MOISÉS MARTINS (Patos de Minas)

-------------------------------------------------------------------------------------
. Oficina: “Corpo, contato e improvisação”.

A oficina proporcionará um estudo do corpo baseado em técnicas de contato improvisação e consciência corporal, vertentes da dança contemporânea. A vivência abordará o lúdico e o poético do corpo com estímulos musicais e dinâmicas interativas.

Público Alvo: Todas as pessoas interessadas em trabalhar o corpo de maneira lúdica, poética e contemporânea.

Dia: 16 e 17 terça e quarta
Local: Auditório da Unipam
Horário: 16 (19h) e 17(18:30)
Duração: 4h (2h por dia)
Vagas: 20

Ministrantes: MAÍRA MILLER e MARA PORTO (Campinas/Patos de Minas)

-------------------------------------------------------------------------------------
. Laboratório de “criação e improvisação em música”.

Exercício da criação solo e em grupo. Criar, compor e improvisar. Improvisação em grupo. Trabalho com percepção musical através da criação. Dimensões entre a linguagem musical e o corpo na espontaneidade.

Público alvo: Músicos, aspirantes.

Dia: 17 e 18 quarta e quinta
Local: Auditório da Unipam
Horário: dia 17 (20:30) e dia 18 ( 18:30)
Duração: 4hs (2hs por dia)
Vagas: 20

Ministrante: DANI MAGALHÃES (BH)

-------------------------------------------------------------------------------------
. Oficina “Stencil Duotonee”.

A oficina propõe uma apropriação das imagens e texturas urbanas para a criação de estampas. Através da técnica Stencil, a arte de rua será capturada e trabalhada de forma a instigar a associação dos elementos urbanos e a identidade de cada participante.
No 1º dia serão apresentadas imagens de uma pesquisa mais ampla da arte urbana.No 2º dia, cada participante levará sua pesquisa de imagens e texturas para elaborar sua composição.Pretende-se apresentar os trabalhos no ambiente urbano após a oficina.

Dias: 18 e 19 quinta e sexta
Local: Auditório da Unipam
Horário: dia 18 (20:30) e dia 19 (18h)
Duração: 4hs (2hs por dia)
Vagas: 20

Ministrantes: VIRGÍLIO ANDRADE e MORGANA MARLA (BH)

-------------------------------------------------------------------------------------


.Workshop: “Dicas de produção musical independente em tempos de internet”.

Bate – papo sobre como começar a produzir sua banda. Dicas práticas como: qual a melhor maneira de divulgar sua música (internet X físico), como fazer contato com gravadoras, produtores de shows e imprensa, como formatar arquivos de áudio e texto para mandar pela internet, pré – produção em estúdio, usando o suporte de samples e programas Midi’s.

Dia: 19 sexta-feira
Local: Auditório da Unipam
Horário: 20hs
Duração: 2hs
Vagas: 30

Ministrante: NILO FONSECA e ALAN DELAY (PTM)


-------------------------------------------------------------------------------------

Oficina: “Formação de coletivos e desenvolvimento de cenas locais”.

Esta oficina tem como principal objetivo apresentar os princípios básicos para a criação de coletivos artísticos contextualizando a importância desta nova forma de organização no desenvolvimento de um novo cenário para a música pautado principalmente nos valores de independência, autonomia e auto-gestão.

Ministrante: TALLES LOPES (Uberlândia)
Coordenador de planejamento do coletivo Goma e idealizador e articulador do Circuito Mineiro de Música Independente e do Circuito Fora do Eixo.

Dia: 20 sábado
Local: Auditório Unipam
Horário: 14hs
Duração: 2hs
Vagas: Ilimitadas

Para se inscrever nas oficinas, basta enviar um e-mail para: festivalmarreco@yahoo.com.br dizendo seu nome e o nome da oficina que quer participar.
Quem possui trabalhos artísticos e se interessa em expô-los no festival enviar e-mail para o mesmo endereço.
Produção: Peleja Criação Cultural




Conheça as bandas do Festival:


Porcas Borboletas http://www.myspace.com/bandaporcasborboletas
“Letras de um cotidiano obscuro em um ser - humano rebelde, porém social”. Talvez fosse assim à definição do Porcas Borboletas, tendo em um conjunto crítico anarquista irônico, em uma música que corresponde exatamente ao que se diz. Reginaldo Rossi em protesto numa vanguarda paulistana é uma boa imagem para o grupo. Uma das mais importantes bandas da cena alternativa nacional.

.Vandaluz: http://www.myspace.com/bandavandaluz
Letras e música intensa. Dois vocalistas que apontam para lados diferentes invadem o hipnótico e soam modernos. Propõem revolução amor e discórdia numa confusão quase que perfeita. Vandaluz é assim, onde o único conceito é não ter conceito. Uma das grandes promessas da música alternativa no país.

.Barabizunga: http://www.myspace.com/barabizunga
Invadem todos os estilos em uma música só, conseguindo alcançar Santana e Jackson do Pandeiro num espaço de tempo curto. Estilo indefinido é o lema, pois colocam em prioridade o bom som. Pão de queijo com baião seria uma boa definição para o rock do Barabizunga.

.Acidogroove: http://www.myspace.com/acidogroove
Quando um introspectivo botou a boca no trombone e soprou, saiu o Acido Groove, que tem uma categoria de som meio “acordes tríades com distorções bem colocadas”, e um boato que: Marcelo de Camelo passou lá por Uberaba no final de 2005 e deu uns toques numa galera. Ótima banda.

.Seu Juvenal: http://www.myspace.com/seujuvenal
Riffs cortantes esfregados na cara durante os shows, batera certeira, e baixo colocado em groove. Ótima banda, com conteúdo político e som a furioso. Exploram surf-music-sangrento, punk (com preocupação da qualidade), letra-política semi-anarquista regional, e, numa movimentação curta e intensa no palco, soam perfeito.

.Banda 4: http://www.myspace.com/4instrumental
Quando não se diz nada, você nega a possibilidade de dizer coisa nenhuma, portanto, tudo foi dito. Banda 4 tem um som instrumental onde o clima o leva a todos os sentidos, são sugestivos todo tempo. De uma qualidade impressionante, o grupo se destaca em vários aspectos.

.Radiotape: www.myspace.com/radiotape
Letra despretensiosa, som direto e britânico, soa sempre muito bem aos ouvidos.Performance totalmente rocker, às vezes até podem ser confundidos como uma banda de modismos, mas pelo contrário, viajam entre o alternativo e o pop.

.Janela Verde: www.myspace.com/psicodeliajanelaverde
Sandália de couro; quando o Raulzito se foi, deixou seu reinado para o vocalista da banda, que com ótimas letras soa melancólico e ainda sorri dizendo: “O negócio é ser feliz”. A banda sugere o novo Hippie-triste.